Gordofobia: o que é, como identificar e como se defender

Discussões sobre gordofobia ainda são constantemente minimizadas ou restritas a quem sofre com os discursos de ódio contra corpos gordos. Conversas sobre como ser aliado e, especialmente, o que é gordofobia e como identificá-la e combatê-la são importantes em todos os momentos e ambiente.

As manifestações são diversas, seja na moda, sobre tamanhos ou quem veste as roupas produzidas, no acesso ou constrangimento ao buscar por tratamentos de saúde, trabalho, em relacionamentos, no transporte coletivo ou mesmo na educação. É necessário atenção para conhecer e combater esses discursos.

Na moda, por exemplo, marcas fast fashion ainda não adaptaram sua grade de tamanhos e pessoas gordas são ridicularizadas ao usarem roupas que, em corpos magros, são visto como tendência ou estilo. Mas além disso, pode ser mais difícil identificar situações de gordofobia em outros aspectos.

Já na saúde, pode ocorrer quando um profissional da área trata um paciente considerado acima do peso com discriminação, como se a pessoa devesse sentir culpa pelo próprio corpo. Além disso, pode acontecer também quando seu direito à saúde é negado por falta de infraestrutura do hospital ou escuta médica.

Neste caso, ainda que não tenha legislação específica, pode cair em questões de danos morais e ser condenado no artigo 23 do Código de Ética Médica.

Quando pensamos em acessibilidade, a falta de mobiliário adequado nos ambientes públicos, transporte público e coletivo, trabalho ou escolas e universidades também demonstram gordofobia.

gordofobia médica

No ambiente de trabalho, não selecionar pessoas gordas para determinadas vagas por achar que se “elas não se cuidam, não vão dar conta do trabalho”, não gornecer uniformes ou equipamentos adequados, pressionar por perda de peso também são graves ofensas à dignidade da pessoa gorda.

Na questão afetiva, encontros escondidos e não assumidos pode fazer com que pessoas gordas criem um padrão de compensação, como se estivessem em dívida com quem “fez o favor” de ficar com elas.

Na mídia, perpetuar estereótipos como o da pessoa gorda preguiçosa ou desleixada, a gorda hiperssexualizada e o gordo piadista também desumanizam a pessoa gorda.

Como apoiar a luta contra gordofobia?

  • Em 2021, Recife foi a primeira capital do país a ter leis antigordofobia, criando o Dia Municipal de Luta contra a Gordofobia. Busque se informar sobre leis que apoiam a pauta e apoie outras pessoas para que tenham direitos e acessos garantidos.
  • Leia sobre o assunto e entenda de quais formas você pode estar reproduzindo gordofobia.
  • Se você está em posição de tomada de decisão, contrate pessoas gordas.
  • Apoie o conteúdo produzido por pessoas gordas: leia livros, ouça podcast, frequente eventos.
  • Respeite os assentos preferenciais em universidades ou transporte público.
  • Evite expressões gordofóbicas e entenda que se alguém aponta alguma atitude, seu papel é o de escuta ativa e respeito pela pessoa gorda.

Como se informar?

1 thought on “Gordofobia: o que é, como identificar e como se defender

Comments are closed.

Guia de Compras: Inverno plus size com estilo Marcas plus size com tamanhos acima do 60 Guia de compras: Marrom é a cor da vez! Novidade no Pop Plus! Veja as marcas que estreiam em junho Fabiana Karla vira Miss em novo filme Guia de Compras- vermelho carmim, a cor do inverno 2024 Raio-X do estilo de Castorine A comédia feminista da Babu Carreira Guia de Compras: Camisa branca de alfaiataria Modelo VITTU fala sobre seu retorno à música