Construção da autoestima: Jéssica Lopes dá dicas em papo descontraído no Pop Plus

“A primeira vez que eu vim ao Pop Plus tive um sentimento muito maravilhoso de pertencimento”. Assim começou o bate-papo sobre Construção da Autoestima, que aconteceu no sábado (03), no Pop Plus #31, com a influenciadora digital e modelo plus size Jéssica Lopes.

A empreendedora de 29 anos, além de compartilhar conteúdo em suas redes sobre moda, beleza, sexualidade, lifestyle e autoestima, tem um programa de online de consultoria de imagem e estilo. Ela comemora: “Isso que vivemos hoje é incrível porque simplesmente tudo aqui nos serve”.

Leia abaixo trechinhos da conversa, e veja ao final 10 dicas  práticas para construir amor próprio:

AUTOESTIMA E A MODA PLUS SIZE

Jéssica contou que por muito tempo não teve contato com roupas que a servissem. “O shopping mais próximo de casa era na cidade vizinha. Se eu garimpasse bem, até achava algo que esticava mais; mas não que me vestisse bem”, desabafa.

Gostar de moda fez com que Jéssica tivesse que usar de criatividade por muito tempo. “Pegava uma calça masculina e cortava, colocava strass, adaptava uma camiseta. Tudo isso pra ter acesso às coisas que eu queria”.

Falar desses momentos faz com que a jovem critique a indústria da moda: “Somos maioria; 60% da população brasileira é gorda e só 3% do varejo atende nossa numeração. Essa conta não fecha. Nossos corpos deviam ser vistos e considerados em todos os lugares”.

“Somos maioria; 60% da população brasileira é gorda e só 3% do varejo atende nossa numeração.”

construção da autoestima

CONSTRUÇÃO DA AUTOESTIMA

“Construí minha autoestima ao mesmo tempo que a minha imagem na internet. Eu devo isso a vocês”, conta Jéssica. A criadora de conteúdo explica que chegou na internet falando de maquiagem em uma comunidade no Orkut, e de lá descobriu o universo dos blogs. Ela ficou encantada por perceberem que eram consumidoras reais falando de suas experiências reais e passou a mostrar seus interesses, gostos e roupas, publicando “looks do dia”.

Ao perceber que haviam outras pessoas interessadas nela, começou a se questionar. “Se posso ser inspiração para outras pessoas, por que não ser a minha própria?”. Ainda assim, ela explica que esse processo não foi uma “virada de chave”, mas sim uma “sementinha plantada e regada”.

Jéssica reforça que no processo de construção da autoestima podem haver dias mais ou menos difíceis. “Cinco anos atrás eu não me amava tanto quanto hoje. Dois anos atrás eu não me amava tanto quanto hoje. E sei que daqui a três, cinco anos, vou me amar mais do que hoje. É uma caminhada constante, que às vezes machuca, mas vale a pena”, explica.

Ela conta que foi uma criança que teve um salto de desenvolvimento e cresceu muito rápido, o que causou estrias em sua pele. “Pra mim, aquilo não era nada, até um dia uma tia falar que eu era ‘tão novinha e já tinha estragado meu próprio corpo'”.

Ainda assim, Jéssica explica que conseguiu pegar tudo que fizeram com ela para usar de combustível e mostrar para suas seguidoras e comunidade que todas podem ser gentis consigo mesmas. “Não vamos construir nossa autoestima para amanhã, mas daqui um ano vocês vão querer ter começado agora”, mostra.

COMO DESENVOLVER AMOR PRÓPRIO?

A construção da autoestima é rotina. “Pensa que se você para de dar carinho, apoio e tempo para um relacionamento, ele vai acabar. Autoestima é o nosso relacionamento com nós mesmas, precisa ser trabalhado”, diz a criadora de conteúdo. Por isso, ela cita algumas práticas que a ajudam diariamente no processo de desenvolver seu amor próprio.

  1. Autocuidado.
    “Não precisa ser sinônimo de vaidade, mas pode ser. Também pode ser ficar quieta ou ler seu livro favorito”;
  2. Dançar ao som da sua música favorita
    “Seja fazendo aula ou em casa, no quarto, o importante é deixar acontecer”;
  3. Se sentir linda em casa
    “Quebre a barreira do ‘se arrumar para o outro’ e a ideia da roupa de sair e se arrume para você”;
  4. Parar de se comparar
    “Nós comparamos os nossos bastidores com as conquistas do outro e isso nunca vai ser justo”;
  5. Pare de seguir contas que te despertam sentimentos ruins
    “As redes sociais podem ser incríveis ou tóxicas e a gente pode controlar não entrar nesse ambiente”;
  6. Faça o exercício de listar suas qualidades
    “Fazemos isso com muita facilidade para os nossos defeitos, mas sempre temos mais qualidades”;
  7. Reconheça suas conquistas
    “O seu eu do passado queria ser feliz quando estivesse onde você está hoje”;
  8. Aprenda a dizer não
  9. Lide de forma racional com os problemas
    “Não é todo dia que a gente tira de letra, mas sempre podemos tentar soluções diferentes”;
  10. Lembre-se que nenhuma autoestima é inabalável
    “Mas ter um dia ruim não quer dizer que a vida inteira vá ser ruim, não se permita ficar nesse lugar”.

Quais são as suas dicas para exercitar a autoestima? Compartilha com a gente!


Acompanhe as novidades aqui no blog, em nossas redes sociais e nossa comunidade:

Instagram / Twitter / Facebook
YouTube / Pinterest
Grupo no Faceboook

 

Guia de Compras: Inverno plus size com estilo Marcas plus size com tamanhos acima do 60 Guia de compras: Marrom é a cor da vez! Novidade no Pop Plus! Veja as marcas que estreiam em junho Fabiana Karla vira Miss em novo filme Guia de Compras- vermelho carmim, a cor do inverno 2024 Raio-X do estilo de Castorine A comédia feminista da Babu Carreira Guia de Compras: Camisa branca de alfaiataria Modelo VITTU fala sobre seu retorno à música