Loading...

Moderninha ou clássica: qual é o estilo da sua mãe?

Compartilhe!
2

O Dia das Mães está chegando e com ele vem a chance de refletirmos sobre quem realmente são nossas mães e qual o papel que elas cumprem na sociedade além da maternidade. Vocêjá deve ter visto mensagens dizendo que “Dia das Mães não é chá de panela”, finalmente estamos questionando as imposições que mães carregam sobre como devem se portar e qual deve ser sua aparência.

A vida dessas mulheres não pode girar em torno do trabalho doméstico e dos cuidados com a família, elas merecem ter sua individualidade respeitada, fugir de estereótipos e nos fazer lembrar que elas são muito mais do que mães. A moda não costuma considerar a individualidade das mães e mesmo nesse momento quebra de padrões a oferta ainda é recatada e discreta demais para ser capaz de expressar o estilo de mães contemporâneas.

Conversei com três marcas plus size com uma proposta considerada jovem para saber se elas atendem a um público mais maduro:

Chica Bolacha

“Hoje mesmo recebemos uma foto de uma filha, onde ela e a mãe estão com looks da Chica no niver de 70 anos da mãe. Mulheres mais maduras frequentem nosso stand em eventos e a também visitam nossa loja física. Normalmente elas conhecem a marca através das próprias filhas e vem até nós bem felizes, nos contar como é satisfatório encontrar peças divertidas e criativas, que não cabem naquele conceito de que mulheres a partir de tal idade devem se vestir de maneira sóbria”, Thayná Cândido

Rosângela e Thayná Cândido, mãe e filha, sócias na Chica Bolacha

Oh Querida!

“Temos clientes que aparecem no stand com as filhas e compram looks pra dividir, achamos tão lindo! Atendemos mamis online e também nos eventos. Nas redes sociais tem mãe que é super participativa, se elas vêem algo que pode agradar a cria, marcam o @ rapidinho”, Sheila Giraldini

Alice Surtô

“Tenho clientes mais maduras. Elas compram mais online, não costumam comparecer aos e eventos e percebo que estampas mais discretas são as que ganham os corações delas.”

Defender que mães mereçam espaço para serem modernas e terem estilos mais diversos não significa que a mãe mais clássica não mereça espaço e respeito. A questão é justamente essa, elas merecem ser o que elas quiserem, sem moldes pré estabelecidos. Se vestir de forma mais discreta ou conservadora deve ser uma opção, não uma imposição.

Por via das dúvidas achei melhor perguntar para quem tem essa vivência e pode nos dizer com mais clareza como é a relação da mãe contemporânea com a moda: minha mãe, Olga de Souza.

Olga veste Coleção Mother/Chica Bolacha

“Não é questão de ser moderna ou não. E não quis me conformar. As pessoas esperam que você se vista e se comporte de uma certa maneira por ter mais de 50 anos, mas se eu fizesse isso, deixaria de ser quem eu realmente sou. Passei muitos anos dividida entre roupas práticas para cuidar dos filhos ou da casa e as roupas mais formais que usava por causa do trabalho. Agora estou aposentada, posso vestir o que quiser todos os dias, e eu quero que meu estilo acompanhe minha personalidade e meu estilo de vida. É claro que, ter uma filha que trabalha no mercado da moda ajuda bastante, mas eu acho que qualquer mulher determinada e com acesso à internet consegue criar um estilo próprio, e eu acho que todas elas deveriam se sentir livres para fazer isso. Ouço bastante ‘Você é uma senhora, mãe de dois filhos’, as pessoas não aceitam numa boa esse lance de se vestir livremente, mas minha resposta é sempre a mesma: Mãe também é gente!”

Nesse dia das mães incentive sua mãe a pensar mais nela mesma, investir nas coisas que ama, ter prioridades além da família e se for preciso, ajude-a a criar um estilo só dela!

MOM PWR!